Home / Destaque home / Prefeitura realiza supressão de árvore em situação de risco na Av. Dom Pedro I 

Prefeitura realiza supressão de árvore em situação de risco na Av. Dom Pedro I 

As equipes da Secretaria de Meio Ambiente, Serviços Públicos e Defesa Civil vão iniciar na próxima segunda-feira, dia 15 de fevereiro, a supressão de uma árvore em situação de risco na Av. Dom Pedro I, altura do km 109+500 Norte da Rodovia Presidente Dutra. A remoção vai acontecer a partir das 8h da manhã e o trânsito no local será desviado, sinalizado pelos agentes da Secretaria de Mobilidade Urbana.

A árvore é um exemplar de Ficus elastica (falsa-seringueira; figueira-elástica), espécie exótica e de grande porte. Considerando o Parecer Técnico emitido pela SEMA, a análise realizada pela Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil, a localização da árvore, as alternativas de manejo viáveis e o risco à vida e ao patrimônio constatados, a Prefeitura Municipal de Taubaté decidiu pela supressão do indivíduo arbóreo em questão. Após a remoção serão plantadas mudas de espécies arbóreas nativas da região na área, adequadas ao local, conforme Guia de Arborização Urbana de Taubaté.

HISTÓRICO – Ao realizar uma inspeção na árvore, a Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil, constatou que ela foi incendiada, apresentando grande cavidade e danos em seu tronco, com alto risco de queda, além de apresentar problemas de ordem ecológica, estética, sanitária e de segurança.

No dia 02 de fevereiro de 2021, a Secretaria de Meio Ambiente, em apoio à Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil, realizou uma vistoria técnica no exemplar arbóreo. Na análise técnica foi constatado que:

– A árvore avaliada encontra-se muito próxima à avenida, afetando o desenvolvimento das suas raízes e sustentação da árvore;

– Próximo ao solo, o tronco apresenta-se oco e queimado;

– Os galhos da copa provenientes dos ramos queimados apresentam-se secos e com poucas folhas, indicando que a condução de seiva pode ter sido comprometida pelos danos causados pela queimada constatada;

– A poda dos ramos danificados e de parte do tronco não é uma alternativa indicada de manejo, pois acarretaria no desequilíbrio da árvore, tornando-a frágil e suscetível à queda, gerando riscos à vida e ao patrimônio.

 

 

Veja também

TAUBATÉ SEGUE VACINAÇÃO CONTRA A COVID-19

A Prefeitura de Taubaté continua na próxima segunda-feira, dia 10, a vacinação para o público …