Home / Destaque home / Taubaté mantém taxas de internação estáveis em período crítico da pandemia  

Taubaté mantém taxas de internação estáveis em período crítico da pandemia  

Durante os meses de junho e julho, período mais crítico da pandemia do coronavírus, Taubaté conseguiu manter taxas médias de ocupação hospitalar em parâmetros controlados e com percentuais reduzidos em relação ao número total de casos positivos no período.
A análise realizada pela Vigilância Epidemiológica de Taubaté reuniu as relações diárias de casos confirmados de coronavírus entre os dias 1 de junho e 30 de julho, bem como os boletins com os indicadores que compõem o termômetro virtual da quarentena.
Como já era previsto nas modelagens matemáticas apresentadas por especialistas, a curva de casos apresentou forte  elevação a partir do início de junho. O município somava em 1 de junho 146 casos positivos para a doença, entre eles 4 óbitos. Em 30 de julho o registro era de 1.805 casos positivos e 55 mortes.
Nestes 60 dias, as taxas médias de ocupação de leitos municipais de enfermaria  e de UTI Covid-19 ficaram abaixo de 50%. A estrutura hospitalar mantida pela prefeitura conta com leitos no Hospital Municipal Universitário de Taubaté (HMUT) e no Hospital de Campanha montado na UPA Central.
Em relação aos leitos de enfermaria, a menor taxa de ocupação ocorreu em 4 de junho (13%) e o pico foi atingido em 29 de julho (88%). Já em relação aos leitos de UTI o menor indicador foi registrado nos dias 2 e 3 de junho (23%) e a taxa máxima em 27 de julho (77,1%).
A confirmação de casos suspeitos e o tratamento adequado dos pacientes também colaborou para percentuais reduzidos de internações em relação ao número total. Na prática, um paciente para cada grupo de 23 confirmados para coronavírus precisou passar por internação hospitalar neste período. Em números absolutos, foram confirmados nestes 60 dias um total de 1.659 casos de coronavírus, com 70 internações de pacientes confirmados (4,21%).

Confira abaixo os indicadores:
Taxas médias para o mês de junho
Ocupação de leitos de enfermaria – 35,6%
Ocupação de leitos de UTI – 48,3%

Taxas médias para o mês de julho
Ocupação de leitos de enfermaria – 62,17%
Ocupação de leitos de UTI – 51,69%

Taxas médias para o bimestre (1 junho a 30 de julho)
Ocupação de leitos de enfermaria – 48,8%
Ocupação de leitos de UTI – 49,99%

Veja também

Taubaté chega a 4.825 casos de coronavírus

Taubaté confirma nesta sexta-feira, dia 18 de setembro, mais duas mortes por coronavírus e chega …